terça-feira, 11 de agosto de 2009

Dear Henry


Meu avô me ensinava nome de atores quando eu era pequena. Fazia isso com aquela cara de gãngster que só ele sabe fazer. É o cara! Um dos nomes que ele pronunciava com grande admiração era o de Henry Fonda. Não sei se a culpa é dele, mas foi nessa época que desenvolvi minha primeira paixão platônico-cinematográfica. Mr. Technicolor( sim, esse era o apelido dele!) me fazia suspirar quando aparecia em Ao rufar dos tambores ou quando fala com firmeza em 12 homens e uma sentença(love, love, love!!).
Acho que era o porte nobre ou os olhos azuis cheios de significado dele. Lindo, talentoso, conquistou o coração dessa criatura que vos escreve quando ela ainda era uma garotinha. E, tenho que confessar, ainda o faz disparar quando aparece na tela.
O primeiro amor a gente nunca esquece.

bJUS DA bIA

Um comentário:

JAMES PIZARRO disse...

Sem dúvida, um grande ator.
Mas prefiro ainda a Jane Fonda.
Sonhei mil noites libidinosas depois que assisti "Barbarella"...

Bj

James Pizarro