terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Cuide da sua


Não existe nada melhor do que assistir a um filme pela segunda vez e descobrir que ele possui mais entrelinhas do que imaginávamos. Assisti A vida dos outros no cinema no dia da sua estreia e saí do cinema com mais fé na humanindade. Sei que a ficção consegue a proeza de ser mais brilhante e animadora que a vida real, mas, neste caso, tive que me render.
A vida dos outros é uma produção alemã de 2006, dirigida com segurança por Florian Henckel von Donnersmarck e narra a trajetória de um espião investigando a vida de um dramaturgo da Alemanha Oriental, acusado de ter ligações com o comunismo. Por meio de uma parafernália de microfones e esconderijos, o cotidiano do escritor é acompanhado nos seus mínimos detalhes. E o que era para ser uma investigação fria se torna uma obsessão. O espião envolve-se nos dramas e criações do suspeito. E o público é presenteado com atuações na medida, que beiram à perfeição.
A vida dos outros, para os aficçionado por história, é um prato cheio para descobrir como aconteciam as escutas ocultas. Mas para os amantes do cinema, é uma aula de como conduzir um filme sem precisar de efeitos especiais ou closes sádicos de rostinhos tristes. Vai além, até: ensina que a vida dos outros não é fácil. E que cada um deve cuidar da sua e respeitar a do próximo.

Bjus da Bia

2 comentários:

James Pizarro disse...

Como dizia meu avô, que era carpinteiro e homem muito simples :
"Cada um deve cuidar do seu rabo e deixar de olhar pro rabo dos outros".
Era um filósofo...

Bj

James Pizarro

Bannanass disse...

Oi, Bia! Tudo bom?
Uma sugestão: escreve sobre os filmes candidatos ao Oscar. Já viu Preciosa? Tô louca pra ver, mas tenho de comprar uma caixa de lenços antes...
Estou com Guerra ao Terror aqui em casa, sei que desse tu gostou. Mas fala dos outros também. Adoro ver (e discutir) cinema. Nossos papos fazem falta...
Beijos