segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Choro, riso e alguns palavrões

Eu me rendo. Tio Oscar, o senhor tomou o Gardenal na hora indicada, né? Ontem tinha tudo pra ser um domingo cheio de falcatruas e injustiças. Mas não foi. O Oscar, talvez pela primeira vez, me proporcionou mais momentos de alegria que de indignação.
O filme "meu mais novo amor" Pequena Miss Sunshine , levou dois Oscar mais que merecidos. Ator coadjuvante e roteiro original. Não há nada mais original do que a indústria Hollywoodiana se render a delicadeza de um filme independente. Babel levou melhor trilha sonora. Palmas! Iñarritu sempre capricha nesse quesito. Ennio Morricone foi homenageado um tanto tarde demais para o meu gosto, mas mesmo assim fiquei muito feliz de ver o brilho nos olhos dele ao fazer o seu discurso em italiano.
Os infiltrados. Finalmente Scorcese levou pra casa o brinquedinho tão desejado. Todos sabem que eu não acho o Oscar uma grande coisa, não influencia em nada a minha escolha na hora de assistir um filme, mas sempre torci para que o Scorcese levasse esse prêmio. Ele sempre deixou claro que era o seu sonho, e que não iria desistir de realizá-lo. Fez algumas bobagens em nome desse desejo, mas acabou "deixando rolar" e ganhou na hora certa. Dei até uma choradinha quando ouvi o nome dele. Se ouvisse o do Eastwood, teria acontecido o mesmo.
O labirinto do Fauno levou três prêmios em áreas técnicas. Será que esse é um anúncio de que a Academia está se rendendo aos charme do cinema latino? Acho que não. Almodóvar não estava lá.
Mas a pior surpresa da noite, sem dúvida, foi Jennifer Hudson. PQP!!!! O Oscar de melhor atriz coadjuvante não merecia ir parar nas mãos dela. Abigail Breslin, esse Oscar era pra ser seu. Com louvor. Nasce uma estrela. Com o mesmo talento, mas com o dobro da simpatia da prodígio Dakota Fanning.
O Oscar passou e é chegada a hora de voltar aos livros e aos estudos. E, entre uma aula e outra, tentar enteder essa minha relação de amor e ódio com esse prêmio.
Bjus da Bia

2 comentários:

Fabrício Fortes disse...

realmente.. jennifer hudson.. não precisava..
bem legal o teu blogue...
beijo, moça.

Romulo disse...

Ai ai ai
Bianca de França Zasso (parece que irei te chingar, né), mas na verdade eu venho te dizer, que realmente esta entrega do Oscar, foi muito boa...
Só queria que a Meryl Streep ganhasse !!! Mas a Helen Mirren fez um excelente trabalho no filme "A rainha".