terça-feira, 21 de abril de 2009

Homens Almodóvar


Ontem assisti pela quarta vez Fale com ela, de Pedro Almodóvar. E chorei pela quarta vez. Almodóvar é mais mulher que qualquer mulher. Não por fora, mas por dentro, que é onde interessa. Porque a gent epode atá matar barata e encarar um romance sem compromisso, mas lá no fundo a gente é sempre feminina, no sentido mais puro da palavra. E isso não é pouca coisa.
Os homens mostrados em Fale com ela são mulheres. Choram quando se deparam com o que lhe toca o coração, ajudam sem exigências, são atento a detalhes, demoram pra esquecer um amor. E isso são símbolos femininos. Muito mais que batom e bolsa gigante. E Almodóvar sabe disso e faz questão de mostrar na tela com uma elegância digna das divas.
Almodóvar mexe sempre comigo. É o tipo de cara com quem eu queria tomar um café e conversar por horas, mas escutando que falando. Daqueles homens que toda mulher queria ter pra poder gritar e saber que está sendo ouvida e que não vai precisar de resposta.
Não, queridos, não é a monografia alterando meus sentimentos. Eu sou intensa mesmo. E dentro de um cinema, essa intensidade dobra. Meu coração tá sempre desabrochando.

Esse frio,alguns restos de páscoa(levo tempo pra comer tudo) e as coisas dando certo mas mesmo assim a gente deseja uma conversinha. E quando eu digo a gente, tô falando das mulheres. Todas.
Falem com elas.

Bjus da Bia

2 comentários:

Tati Py disse...

"Fale com ela" é meu filme favorito de Almodóvar, concorrendo seriamente com "Tudo sobre minha mãe". E concordo com tudo o que disseste.

O mundo seria tão mais fácil se os homens comuns fossem como os de Almodóvar...

Beijinhos, querida.
Te amo muito, viu?

Ana B. disse...

pior de tudo, pequena irmã, é quando a gente encontra homens assim e a vida nos dá uma rasteira, levando embora pra sempre... isso dói...
tbm te amo viu?