terça-feira, 4 de novembro de 2008

Happy end


by Bianca Zasso

Não sobrou nenhuma prova.
Vestígios apagados.
Embaixo do tapete
talvez algum bilhete perdido.
Vai ser o banquete das traças
nessa noite que começa.

Cobertas acostumadas
com o formato da tuas pernas.
Um travesseiro com as tuas feições impressas
na fronha velha.

A tua camisa
pedindo pra ser lavada
mandei pro lixo
sem dar tchau.
Tirei um peso das costas
e caminhar pelo mundo
ficou mais fácil

Acordei sozinha e sorrindo.
My happy end.

Um comentário:

JAMES PIZARRO disse...

Ótimo este aborto !
Esse livrar-se duma carga. Dum mala-se-alça...
beijo

James Bond+