quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Um poema na chuva

Escape

Salva a pátria
retumbando pelo mundo
o som grave
dessa vontade
escondida
e que só se mostra
durante teu beijo
quente, bravo, exposto

2 comentários:

ana b. disse...

ai que ódio que dá saber que há essa hora tem gente em casa, podendo se dar ao luxo de um chazinho... eu tenho aula!!!

é bom sim o poema... principalmente pq me enche de curiosidade saber quem é esse "teu" do beijo...

Anônimo disse...

O poema é muito bom sim. Poema é sempre bom. O ruim é quando não existe nenhum poema.