segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Música pra bater pezinho

Banquei a babá durante dois dias essa semana. Minha priminha amada, idolatrada, salve! salve! Angelina veio de Rio Grande direto para os braços da sua maior tiete. Entre um colinho e uma brincadeira, eu fazia ela ouvir música. Minha tia, mãe da Angelina, colocou pra tocar um cd com músicas infantis. Confesso que fiz o possível para que a pequena prestasse atenção entudo, menos nas músicas. Essa história de música pra criança não entra na minha cabeça. Criança tem que ouvir música de verdade. Mas tente colocar isso na cabeça de uma mãe deslumbrada com as carinhas e beicinhos que a filha faz quando toca ciranda, cirandinha? Eu fiquei embasbacada mesmo foi com o sorrisão que ela deu quando veio aqui em casa e eu pus pra tocar Neil Young. Feliz, feliz!!!
Angelina foi embora. Sobrou a saudade da prima aqui. Por mais que o aniversário de dois anos dela esteja bem longe ainda, já escolhi o presente. Um disco do Neil Young. É de pequena que se aprende o que é bom.

p.s. Música pra bater pezinho é o nome de um disco do Arthur de Faria e seu conjunto que eu recomendo do 34 ao 42!!!!!

Bjus da Bia

2 comentários:

ana b. disse...

hahahah, tá certa. Ora ciranda, cirandinha??? Um absurdo. Quando a Angelina vier outra vez, me avisa, te empresto o "Beatles for kids", do Gabriel. São instrumentais com os "crássicos" dos Beatles. Meio chatinho até, mas pra fazer os pestinhas dormir é uma beleza!!!

Baita dica do Arthur. Conhecia já.

Gerson disse...

Música é uma das artes, e como arte, deve ser apreciada e compartilhada, independente da idade.
Achar que crianças não são capazes de entender e aproveitar música "de adultos" é MUITA infantilidade de quem assim pensa...hehehe.

Resumindo, concordo com você...