domingo, 29 de novembro de 2009

A arte de virar a página

O título deste post é também o título de um livro da minha amada escritora Adriana Falcão. Com muita poesia e simplicidade, ela fala sobre como, a cada dia, a gente precisa se reinventar, mudar, trocar, viver. Estou virando a página. Nunca imaginei que isso fosse acontecer tão cedo comigo. No livro da vida, eu fiz um primeiro capítulo curto, mas de muito aprendizado. Envelheci 10 anos no último mês quando um sonho antigo voltou a bater na minha porta. Informo vocês de que vou convidá-lo pra entrar e tomar um café.
Incentivo vocês todos a fazerem um mesmo. Quando a história não anda bem, vale a pena buscar outra alternativa na estante. Ou, simplismente, arrancar a página e começar tudo outra vez.

Bjus da Bia

Um comentário:

JAMES PIZARRO disse...

Assim é que fala.
Reinventar-se é ótimo e necessário.
A despeito do que possam dizer os outros, Bia...prossegue !
Afinal, não podemos mandar na boca dos outros.
Eu abandonei a cidade onde todos me conheciam, onde fiz carreira, tinha espaço em jornal, rádio, TV. E milhares de conhecidos, amigos, parentes.
Qual Dom Quixote tupiniquim, peguei minha doce Dulcinéia, e aos 67 anos abandonei a cidade carregando apenas 8 malas, o computador e dois livos : a Biblia e "EU e outros poemas", do Augusto dos Anjos. Aportei numa praia onde não conhecia ninguém.
Passados 20 meses, sou uma figura popular aqui, participo de reuniões comunitárias para reclamar de autoridades, estou integrado à Igreja, dou os cursos de batismos, ajudo a puxar rede nos arrastões, conheço guardas, lojistas, farmacêuticos, médicos, doleiros, professores, bilheteiros, argentinos, uruguaios, etc...E durante estes quase dois anos uso apenas bermuda, só me vestindo de calça comprida de abrigo e tênis pra ir à missa. Estou preto, pele curtida pelo sol e pelo sal. Virei um feliz bicho do mar, longe das fogueiras das vaidades. Imune a qualquer ambição se não essa : curtir a vida ao lado do meu amor. Se eu chutei o pau da barraca aos 67 anos - para espanto das figuras "importantes" da city que me chamavam de maluco - por que tu não podes fazer o mesmo aos 20 anos ?
Vai, Bia ! Voa, sobe bem alto !
E deixa os urubus comendo carniça...
Beijo de quem te gosta muito !
James Pizarro