domingo, 5 de outubro de 2008

Quase pronta


Ele olhou pra penteadeira lotada dela. Mil frascos, cores e aromas. Algodões sujos e pincéis espalhados.Nenhum frasco cheio. Gasta horrores, é exagerada. E sutil também, que ás vezes ninguém percebe que ela chegou.
E aí vem a dúvida.

-Por que tu nunca usa o mesmo perfume?

Ela interrompe o trajeto do batom pelo lábio e sorri.

-É que eu nunca sou a mesma.

Não ia mais perguntar pelo resto da noite. Tinha todas as respostas bem na sua frente.

Um comentário:

Tati Py disse...

Lindo!
Beijos,querida!