quinta-feira, 19 de julho de 2007

Equilíbrio psicodélico

"Tudo é uma questão de manter
a mente quieta
a espinha ereta
e o coração tranqüilo"
Amo esse mantra-canção do Walter Franco. Ainda mais na voz da Fernanda "fofa amada" Takai. Está na trilha de Houve uma vez dois verões", filme do Jorge Furtado que eu vi mais de 6 vezes. É um filme sincero e divertido. E é assim que eu vejo a vida.
Resolvi ser caseira nessas férias e descobri que isso não é pra mim. Apesar de amar cozinhar, não me divirto muito tendo que ajudar com o cardápio todos os dias. Às vezes, preciso mesmo é de um sanduíche bem gorduroso, sem precisar oferecer pedaço pra ninguém. Por isso, resolvi aceitar uma carona e ir para Porto Alegre. Lá, eu vou trucidar a saudade dos amigos, passear na Casa de Cultura Mário Quintana como se fosse a minha sala de estar, visitar o meu amigo MARGS e fazer compras como uma pseudo-patricinha. Muitos sapatos e chapéus novos. Livros e vinis, muitos, uma verdadeira overdose.Passar horas naquelas sala de exibição que só aumentam o meu vício. Tomar café e chimarrão. Ficar na fila junto com outro pottermaníacos e conhecer gente nova. Sirius Black forever!!!! Enfim, vou tirar férias das minhas férias. Sempre com a mente tentando ser quieta, a espinha ereta graças aos 13 anos de balé e o coração tranqüilo, que tenho desde que nasci.
Bjus da Bia

9 comentários:

isadora disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Olá, amei teu blog.

Anônimo disse...

Bonito texto!!!

Dr. Estranho disse...

Two beer or not two beer? That is the question. Duas cervejas ou não duas duas cervejas, eis a questão existencial que existe há anos.

Ás vezes nunca sei se "às vezes" leva crase, mas às vezes eu sempre sei que cervejas são tão amargas quanto a existência humana.

Ás vezes nunca sei o que queremos dizer quando ficamos calados, mas às vezes sempre sabemos o que os outros querem tomar quando estão em um bar, ou seja, é cerveja.

Cerveja é amarga, parece que desaparece na boca e faz você pensar que é a Angelina Jolie e o cara feio do outro lado bar é o Brad Pitt. Cerveja causa essas coisas, causa o caos. Cerveja Faz você pensar que deita com o Brad Pitt, mas quando acorda está do lado do Tiririca.
Nosso cérebro nunca fica o mesmo.

Ás vezes o ministério da saúde adverte: Cerveja também pode causar gravidez. Ás vezes nunca sei onde queremos chegar, quando ficamos parados na mesa de um bar.

dr. nozelo disse...

peter Greenway disse que era o fim do cinema, outros dizem que o cinema morreu há uns dias atrás, quando Antonioni e Bergmam faleceram.

Outros dizem que o cinema sempre vai existir. Eu acredito que eu já estive a fim, eu já não estou a fim, a gente vive assim, um dia aqui e outro ali. Ali no rádio na TV aqui onde ninguém te vê, a gente vive assim, sabendo de tudo sem saber porquê.
Mas eu só estou começando e já cheguei ao fim, a gente vive assim, sempre acabando o que não tem fim

Fabiane. disse...

ôh, que belo...
poa
ruim ruim ruim.. não queria estar no teu lugar!! =P
do pouco que a visito, a falta que me faz estar lá!! =D
invejinha branca!

adorei o blog!
bjooo fror

Fabrício Fortes disse...

rsrsrs.. o bom e velho walter franco.. nunca falha. esse mantra algorítmico devia ser conhecido por todos.. belo texto, moça!

Uma Elisa disse...

Olááá Bianca!
Gostei do teu blog ;)
Pena que nao consegui comentar no post acima.. que fala da tentação que é a 2001..
compartilho da mesma paixão e por consequencia da mesma tentação..

mas eu nem joguei na mega sena.. vi que saiu o premio.. por acaso nao foi pra ti?? :))

bjo!